Energia solar: por que é tão importante para as empresas?




O alto consumo de energia das fábricas traz uma preocupação com custos e também com o impacto ao meio ambiente. Com isso, a energia solar tem sido uma alternativa para reduzir substancialmente os gastos com as contas de luz, além de diminuir consideravelmente o impacto ambiental. Segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), esse tipo de fonte evitou a emissão de 27,8 milhões de toneladas de CO2 na geração de eletricidade.

Ainda de acordo com a associação, a fonte solar é a terceira maior geradora de energia no país, atrás apenas da hidrelétrica e eólica. A captação de luz solar por placas fotovoltaicas e a transformação dessa luz em energia representa, hoje, 9,6% da matriz elétrica do país. De janeiro a setembro de 2022, houve aumento de 46,1%, com crescimento médio de 1 GW por mês nos últimos 120 dias.

Para produzir energia solar nas indústrias, o processo é semelhante ao de geração nas residências e no comércio. Contudo, o sistema é feito em larga escala em razão da dimensão dos equipamentos fotovoltaicos, bem como, de acordo com as necessidades de cada propriedade. Por conta disso, esse tipo de instalação requer um planejamento bem-feito e, consequentemente, acaba tendo um alto custo.

Uma das alternativas para incentivar o uso de energia limpa é o Programa de Eficiência Energética realizado pela Companhia Paranaense de Energia (Copel) e regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), que promove o consumo consciente e combate o desperdício da energia elétrica em todos os setores da economia. Isto ocorre por meio do incentivo e financiamento de projetos que demonstrem a importância e a viabilidade econômica de melhoria da eficiência energética de equipamentos, processos e usos finais de energia. O primeiro distribuidor de veículos do Paraná a ser aprovado no projeto foi a concessionária Ford Slaviero, em 2017.

Recebendo recursos para a troca de equipamentos que utilizam energia elétrica, foram instalados 216 painéis solares no telhado da concessionária, com a troca de 1.692 lâmpadas convencionais por lâmpadas com tecnologia LED. O investimento total do sistema e da troca de iluminação foi de R$ 660 mil, gerando uma economia de R$ 85 mil por ano para a concessionária. Para o diretor-executivo da Ford Slaviero, Luís Antônio Sebben, as mudanças resultaram em ganhos incríveis no consumo de energia. “A nova iluminação trouxe aumento de produtividade e qualidade para os funcionários e satisfação para os clientes. Os novos refletores proporcionam maior segurança e economia de energia. Além disso, reforçamos o nosso compromisso com o meio ambiente.”

Por não existirem peças móveis no sistema fotovoltaico, quase não possui desgaste mecânico. Portanto, a única manutenção necessária é manter a limpeza dos painéis para que a eficiência de conversão de energia não seja afetada. Isso depende do ângulo em que as placas estão colocadas e da localidade. A limpeza consiste em lavar os módulos sem a utilização de produtos ou materiais abrasivos.

Todas as concessionárias que usam energia elétrica devem aplicar anualmente 0,5% de sua receita líquida operacional em um fundo, que é usado para executar projetos de eficiência energética em instalações de consumidores. Quando há excedente na geração de energia, a empresa beneficiada a devolve para a Copel para alimentar outras residências e empresas da região.

Fonte: Ford Slaviero

Comentários