O que o iniciante deve saber antes de mergulhar




Mergulhar em Arraial do Cabo, Ilhabela, Fernando de Noronha ou em outras regiões litorâneas é uma atividade comum entre os turistas. Um dos principais motivos é a possibilidade de contemplar a vida subaquática e observar a diversidade marinha.

Segundo o Ministério do Turismo (MTur), o Brasil é o cenário ideal para a prática de mergulho, com águas das mais variadas temperaturas e cores. De acordo com o órgão, a prática pode ser feita com snorkel ou cilindro, duas modalidades que possibilitam experiências enriquecedoras aos seus praticantes.

Apesar de parecer difícil permanecer na água por muito tempo, a atividade é democrática: pode ser praticada por pessoas de todas as idades e também por quem ainda está aprendendo a nadar.

Para quem deseja começar a atividade, entender mais sobre os tipos de mergulho e os cuidados necessários antes de cair na água é essencial para garantir uma boa experiência com tudo o que a atividade pode proporcionar.

Conheça os tipos de mergulho:

Modalidades bem populares entre os turistas, snorkel e cilindro apresentam algumas diferenças entre si. Conheça:

- Snorkel:

Para quem procura por um mergulho com pouca profundidade, a prática com snorkel é a mais indicada. Nessa modalidade, o turista recebe um par de nadadeiras e o snorkel, item que permite que o mergulhador respire e enxergue dentro d’água.

Durante a atividade, não é preciso nadar muito fundo para contemplar a vida subaquática. Por esse motivo, pode ser praticado por crianças a partir dos cinco anos.

- Cilindro:

Se o desejo é um mergulho mais profundo e com maior imersão na biodiversidade marinha, a prática com cilindro é a mais indicada. Nessa modalidade, também conhecida como mergulho autônomo, o turista tem mais liberdade e utiliza um cilindro de oxigênio para ficar submerso por mais tempo.

Embora a prática possa parecer complicada para quem está começando, ela também pode ser realizada por iniciantes. Muito conhecido como mergulho de batismo, o cilindro é recomendado para quem não tem experiência na atividade ou até mesmo não sabe nadar.

Os turistas mergulham com o acompanhamento de profissionais capacitados em locais propícios para iniciantes. Antes de cair na água, o instrutor faz uma espécie de treinamento e fornece todos os equipamentos necessários para que a atividade seja realizada com segurança.

Dicas para quem está começando no mergulho:

Praticar mergulho em regiões litorâneas pode ser uma boa pedida para quem deseja ter mais contato com a natureza. No entanto, é normal ter algumas dúvidas sobre a atividade e até mesmo sentir nervosismo antes de submergir. Por esse motivo, relaxar antes e durante do mergulho é essencial para garantir que a experiência seja positiva.

Além disso, ter atenção à empresa escolhida, às orientações fornecidas pelo instrutor e às restrições médicas também é essencial para quem está praticando pela primeira vez.

Tente relaxar durante a atividade:

Embora seja uma prática tranquila, é normal que um iniciante no mergulho fique nervoso antes e durante o passeio. A ansiedade pode comprometer toda a experiência que a atividade oferece. Por esse motivo, é preciso manter a calma.

Tanto no mergulho de snorkel quanto no de cilindro, as empresas costumam disponibilizar instrutores e acompanhantes durante a prática. Qualificados, esses profissionais estão no local para orientar e prestar auxílio diante de qualquer imprevisto.

Se o nervosismo persistir, a dica é se distrair antes de cair na água. Ouvir uma música, assistir a um vídeo divertido ou até mesmo conversar com um amigo pode ajudar a relaxar antes de mergulhar.

Opte por uma empresa de confiança:

Durante a pesquisa pela empresa de mergulho, é importante se certificar sobre a reputação da marca e as certificações que ela possui.

Buscar pelo nome da companhia na internet e ouvir a opinião de pessoas que já nadaram ou de nativos da região ajudam nesse processo. Depois de escolher, entre em contato e esclareça todas as dúvidas antes de mergulhar.

Siga as regras do instrutor:

Como visto, empresas de mergulho costumam fornecer acompanhamento profissional durante a prática. A equipe é formada por pessoas capacitadas e, por esse motivo, deve ser levada a sério.

Para quem está iniciando, prestar atenção nas orientações fornecidas pelo instrutor é essencial para evitar quaisquer problemas. Recomendações que possam parecer irrelevantes, como a restrição de tocar em algo durante o mergulho, também precisam ser respeitadas.

Atenção às restrições médicas:

O mergulho é democrático e pode ser praticado por qualquer pessoa, com poucas exceções. Algumas empresas restringem a atividade para pessoas com problemas respiratórios mais sérios, grávidas e cardiopatas.

Além disso, antes de praticar é importante que pessoas com deficiências físicas, limitações ou que apresentem qualquer problema grave de saúde busquem por orientação médica para evitar problemas posteriores.


Fonte: Fernanda Teodoro

Comentários