Fraudes em investimentos crescem no Brasil



Para evitar cair em golpes no mercado financeiro, é necessário ter bastante atenção e seguir alguns cuidados.

Promessas de ganhos rápidos em um curto período, investimentos fáceis e sem nenhum risco e lucros exorbitantes com pequenos valores. Essas são algumas frases ditas por supostos especialistas financeiros ou até mesmo estampadas em chamadas de matérias e vídeos pela internet. Essas promessas atrativas tem feito diversos brasileiros amargarem prejuízos financeiros.

De acordo com a pesquisa “Fraudes em Investimentos no Brasil”, feita pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), 14% dos internautas brasileiros disseram já terem perdido dinheiro em esquemas fraudulentos.

Para evitar cair em golpes no mercado financeiro, é necessário ter bastante atenção e seguir alguns cuidados. “Primeiramente, é necessário compreender que não existe nenhum investimento capaz de oferecer um retorno financeiro alto em um curto período de tempo, então se uma pessoa receber uma mensagem ou ver um anúncio que promete ganhos expressivos em um mês, por exemplo, é importante ficar atento”, explica Tiago Cespe, especialista em investimentos e criador da Cespe Investimentos.

Outro ponto importante que vale para outras situações do cotidiano também, como é o caso das empresas de e-commerce, é pesquisar sobre o histórico do profissional ou então sobre a instituição na internet. É necessário averiguar se já não existem reclamações em sites especializados, verificar as redes sociais da empresa, quando ela foi fundada e os perfis dos profissionais por trás do projeto.

“Um ponto importante é achar as redes sociais dessas instituições e ver o histórico dos posts, os comentários, se as informações batem, pois algumas empresas que aplicam golpes criam e deletam perfis com frequência, então muitas vezes os seguidores são comprados, os perfis não tem posts muito antigos, então o ideal é dar uma averiguada”, pontua Cespe.

Aplicar dinheiro no mercado financeiro também exige paciência e muita pesquisa. Como o objetivo dos golpistas é conseguir que a transação seja feita o mais rápido possível, eles acabam pressionando o cliente para que ele aplique o dinheiro o quanto antes. “É preciso ficar atento se o suposto profissional pedir muito dinheiro e ficar mandando mensagens para que o pagamento seja feito na hora para a pessoa não correr o risco de perder a oportunidade, pois esse tipo de atitude é bem comum quando se fala em golpes financeiros”, ressalta Cespe.

Com o objetivo de passar credibilidade, muitas vezes os golpistas utilizam de forma ilegal imagens de pessoas conhecidas na mídia ou na internet, e em alguns casos, ofertam algo dizendo que eles fazem parte de uma determinada instituição financeira. Diante desses casos, uma das opções é entrar em contato com o banco em questão para confirmar se os valores realmente são os mesmos e não se trata de um golpe.

“É muito comum ver hoje em dia nas mídias sociais anúncios prometendo dinheiro rápido e fácil, ou então mensagens de texto e e-mails dizendo que a pessoa foi contemplada com uma oportunidade de investir uma quantia baixa por mês e receber lucros descomunais. No caso dos e-mails, importante reparar no endereço do e-mail, pois geralmente são endereços confusos, com números e domínios estranhos”, diz Cespe.

No caso dos investimentos em renda fixa, existe uma maneira simples de saber se eles podem ou não render um alto percentual. Para isso, basta procurar na internet a taxa de juros básica no Brasil, a taxa Selic. Se o anúncio em questão estiver prometendo uma rentabilidade muito maior que a taxa, já é algo para ficar desconfiado.

“O ideal é procurar um assessor de investimento, pois ele consegue indicar quais são os investimentos mais adequados de acordo com a realidade financeira do cliente e com os seus objetivos e evita que a pessoa tenha prejuízos financeiros por conta de golpes”, finaliza Cespe.



Fonte: Cespe Investimentos

Comentários