No Dia da Árvore conheça três programas incríveis



Para o dia em que nacionalmente celebramos o Dia da Árvore (21/9), buscamos três cases de hotéis que estão fazendo a diferença no objetivo de despertar a consciência ambiental de hóspedes e visitantes, e que têm em comum o privilégio de ocupar cenários paradisíacos da mata, serra e do litoral do Brasil.

- Cristalino Lodge, Alta Floresta (MT):

Localizado em meio a uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) que ocupa 11.399 hectares da floresta amazônica, o hotel é referência quando o assunto é a preservação ambiental. Com a contribuição da Fundação Ecológica Cristalino, o lodge desenvolve uma série de programas de conservação, educação e pesquisa em prol da biodiversidade. A parte lúdica é a oportunidade que oferece ao hóspede de ter aos pés toda a vastidão da floresta formada pela enorme quantidade de espécies de árvores que se mesclam em alturas que variam de 25 a 45 metros ou mais.

A experiência, única na Amazônia, é propiciada por duas torres de observação que por meio de plataformas de diversos níveis, podem chegar a 50 metros de altura e garantir a melhor vista panorâmica da reserva e toda a riqueza da sua fauna e flora. Entre árvores centenárias, destaque para as muitas castanheiras, a maior delas com 800 anos e dimensão equivalente ao abraço de seis pessoas.

Quem quiser ver de perto a castanheira, pode optar pela trilha que começa com um trajeto de barco de 40 minutos pelo Rio Cristalino, por dentro da reserva, e segue por terra em um percurso total entre 3 horas e meia a 4 horas e meia.

Six Senses Botanique, Serra da Mantiqueira (SP):

O charmoso Six Senses Botanique, o único empreendimento da luxuosa rede tailandesa nas Américas, fica no coração da Serra da Mantiqueira, entre os municípios paulistas de Campos do Jordão, Santo Antônio do Pinhal e São Bento do Sapucaí. Outro bioma rico em espécies de árvores da mata atlântica – da araucária típica da região ao Cambuci, fruta usada na produção do famoso licor que hóspedes e visitantes tanto apreciam, passando pelo majestoso jatobá, de onde se extrai a farinha para o preparo do beiju, alimento consumido pelos povos indígenas e servido com peixe assado.

                       

No entorno da propriedade, a estrada e os platôs foram modificados, de forma a preservar 135 araucárias centenárias e garantir o plantio de 29.100 árvores nativas. A beleza e diversidade dessa flora estimulou o hotel a criar um Tour Sustentável que ajuda o hóspede a identificar e reconhecer as muitas espécies.

No próximo fim de semana, ainda em celebração ao Dia da Árvore, oficialmente comemorado nesta quarta-feira (21/9), hóspedes do Six Senses Botanique vão poder acompanhar o plantio de mudas nativas, produzidas em um viveiro local, denominado Espaço Chão. Vamos realizar no final de semana junto com os hóspedes. “Será uma comemoração atrasada porque durante a semana a chuva inviabilizou a agenda”, conta o gerente de sustentabilidade, Fernando Brugnera. “Com a comunidade vamos ter projetos futuros ligados ao fundo de Sustentabilidade para o plantio de árvores e outras atividades educacionais, como a que já está agendada para a próxima semana, quando o hotel receberá crianças da escola do bairro. “Será o ponta pé inicial de um projeto maior”, antecipa.

Transamerica Resort Comandatuba, Una (BA):

Do litoral baiano, outro case de preservação vem do paradisíaco Transamerica Resort Comandatuba, famoso pelo paisagismo do seu entorno emoldurado por mais de 25 mil coqueiros que se distribuem ao longo de quatro quilômetros. Um cenário que se reconhece ao longe e já virou cartão postal do resort, onde a conscientização começa cedo, com programas como o “Adote uma Árvore”, que realiza desde 1999. Entre as espécies típicas da região estão Capororocas, Ingás, Cajueiros, Pitangueiras, Mangueiras, Jambos, Caxandós e Guanandis.

                        

Com o acompanhamento do biólogo Maurício Arantes de Oliveira, que está no Transamerica há mais de 20 anos, as crianças são convidadas a plantar uma muda de árvore, e podem inclusive batizá-las. 

                                                      

Os nomes são colocados nos certificados que elas recebem, e quando retornam basta apresenta-los e conferir como está o crescimento da sua árvore. Durante a experiência, Maurício faz um trabalho importante de conscientização ambiental com as crianças, momento em que explica a importância das árvores para a humanidade e a sustentabilidade do planeta.


Fonte: Equipe LPB

Comentários