Turismo cresce no Brasil com tendência otimista para os próximos meses


Quem busca por passagens aéreas nacionais ou internacionais já percebe uma movimentação maior nas atividades turísticas em todo o país. O turismo foi uma das áreas mais afetadas pela pandemia do novo coronavírus, em que muitas viagens precisaram ser adiadas devido às restrições sanitárias e à necessidade de isolamento social. Atualmente, o setor já se encontra em um cenário melhor com uma rota de crescimento significativa.

Em 2021, o índice de atividade turística calculado pelo IBGE fechou com alta de 21%. No mesmo ano, o faturamento do setor, segundo um estudo realizado pela FecomercioSP, totalizou R$ 152,4 bilhões.

As projeções apontadas por alguns indicadores mostram que apenas no primeiro trimestre de 2022 houve uma expansão de 51,3% em relação ao mesmo período do ano anterior. Além disso, as pesquisas também demonstram expectativas otimistas para o turismo brasileiro nos próximos meses.

O que dizem as pesquisas:

O Índice de Atividades Turísticas realizado pelo IBGE em 2022, divulgado em junho, apresenta os números referentes às movimentações econômicas do setor. Os dados revelados na pesquisa são positivos e um dos principais motivos é o crescimento das receitas de empresas como companhias aéreas, agências de viagens, hotéis, locação de automóveis, restaurantes e transportes rodoviários.

Conforme divulgado pelo IBGE, o indicador percorreu ao todo 12 estados do país e percebeu um acúmulo de crescimento de 51,3% nas receitas em relação ao primeiro trimestre do ano anterior. Apenas no mês de abril, os números de expansão do setor estavam na casa dos 85%.

Feriados e eventos são responsáveis pela alta procura:

Como mencionado anteriormente, a receita de algumas empresas é um dos resultados do crescimento das atividades turísticas. O setor hoteleiro, por exemplo, foi um dos que se depararam com um aumento nas reservas nos feriados nacionais devido ao aumento de turistas no país.

Segundo a Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), muitos hotéis e pousadas apresentaram 80% de ocupação ou até mesmo capacidade máxima de visitantes no dia de Corpus Christi. A data é comemorada todos os anos em uma quinta-feira e representa um feriado prolongado, período propício para viajar.

Além disso, os eventos também agregam para as atividades turísticas. Conforme o Ministério do Turismo, em 2022 o calendário do país está robusto, contabilizando quase mil eventos para os brasileiros.

Nos meses de junho, por exemplo, iniciaram-se as festas juninas que costumam durar até meados de agosto. O tradicional festejo brasileiro, ainda de acordo com o órgão, pode gerar cerca de R$ 3,4 bilhões em retorno financeiro para a economia. Em setembro, o Rock in Rio deve levar turistas para a capital carioca.

Expectativas positivas para o setor:

Pesquisas ligadas ao setor de turismo apresentam boas expectativas para os próximos meses no Brasil. A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) apontou que o crescimento anual do setor deve encerrar 2022 com alta de 2,8% em comparação ao ano anterior.

A análise do levantamento feito pela Confederação é obtida com base na inspeção de informações oferecidas pela Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE, considerando também o potencial de acúmulo de receitas de empresas e instituições do setor.

Fonte: Fernanda Teodoro

Comentários