Dicas para os turistas desbravarem a maior floresta tropical do planeta

           

Prestes a iniciar sua melhor época do ano para o turismo, a Amazônia parece ter entrado de vez no radar dos brasileiros, cada vez mais ávidos por um contato mais próximo com a natureza. Segundo dados compilados pela Organização Mundial do Turismo (OMT), a prática do chamado ecoturismo saltou de 15% para 25% nos últimos cinco anos, evidenciando destinos pouco explorados localmente, como o bioma amazônico.

Queridinha dos “gringos”, a Amazônia está presente em nove estados e em pouco mais de 60% de todo o território brasileiro. Em seus domínios, nada mais que a maior e mais diversificada biodiversidade do mundo, com incontáveis espécies para se observar, paisagens de tirar o fôlego e uma série de outros predicados que justifiquem uma viagem na melhor época do ano para se encantar com o destino.

Muito embora todas as estações apresentem características bastante distintas, todas as épocas do ano possuem peculiaridades incrivelmente únicas e atraentes, garantindo que não há tempo ruim na Amazônia. 


Na Reserva Cristalino Lodge, em Alta Floresta, Sul da floresta Amazônica, por exemplo, existem duas estações muito bem definidas: a estação seca, de junho a novembro, e a estação verde, de dezembro a maio. Ambas são excelentes para conhecer a Amazônia, mas oferecem experiências dispares, porém enriquecedoras.

Na estação seca, o Rio Cristalino atinge o seu ponto mais baixo em setembro, com muitas corredeiras. É uma ótima época para avistar aves e animais. Já na estação verde, a floresta se torna mais húmida e o rio atinge o seu ponto mais alto em março, encobrindo pedras e ficando mais calmo e plácido.

A melhor época do ano para se aventurar pela maior floresta tropical do mundo, no entanto, é agora, entre os meses de julho e agosto, quando há menos riscos de chuva e as chances de observar grandes mamíferos nas margens dos rios se torna maior. Infinitas possibilidades de passeios e experiências se abrem para os turistas. Mas o que fazer?


O hotel Cristalino Lodge, um dos melhores ecolodges do mundo segundo a National Geographic Traveler, listou algumas dicas de atividades e experiências para os turistas que pretendem desbravar a maior floresta tropical do planeta durante as férias.

- Trilhas pela mata:

Pode parecer clichê dizer, mas caminhar entre as árvores de um bioma tão rico e único quanto a Amazônia é uma incrível experiência de conexão com a natureza. Observar com atenção todos os detalhes da fauna e da flora também. São mais de 30 mil espécies de plantas e incontáveis espécies de aves, mamíferos, répteis e peixes. Uma vez no local, não deixe de explorar a região durante a noite. As chances de avistar algum animal em busca de alimento, sobretudo os de hábitos noturnos, são bem maiores e a experiência será inesquecível.

- Passeio de canoa:

Contemplar a natureza é uma prática que pode ser feita de diversas maneiras no Sul da Amazônia. Desbravar as águas por meio da canoagem é uma delas. Com a vantagem de ser uma prática bem silenciosa, já que não há a presença de motor no bote, a experiência lhe permitirá ouvir o gracioso canto dos pássaros, a correnteza do rio e os mais variados sons da floresta. Isso sem mencionar a possibilidade de avistar algumas espécies de aves e macacos com mais facilidade.

- Observe a Amazônia do alto:

Depois de explorar as suas belezas por terra e água, que tal vislumbrar os encantos da Amazônia pelo alto? Na Reserva Privada do Cristalino Lodge, em Alta Floresta, Mato Grosso, é possível apreciar toda a vastidão da floresta à 50 metros de altura, por meio de duas torres de observação. Construídas em aço galvanizado, as estruturas estão posicionadas em diferentes pontos da reserva ecológica e oferecem uma vista de tirar o fôlego, sobretudo ao pôr do sol...

- Tome um banho de rio:

Mergulhar em um revigorante banho de rio, com águas limpas da própria Amazônia, se traduz em uma sensação de pura felicidade. Em algumas regiões, entre os meses de julho a novembro, pequenas “praias” e pedras, quase que sob medida, surgem para tornar a experiência ainda mais gostosa, prazerosa e libertadora.

- Explore os sabores da Amazônia:

Espere por sabores únicos ao provar a rica e variada gastronomia local, feita geralmente com ingredientes nativos e da estação. A grande estrela da mesa normalmente é o pescado, que além de fresco, é preparado de diferentes formas ao longo dos estados que abrigam o bioma amazônico. Outros insumos, como o tucumã, também tem o seu brilho ao estar presente em muitas receitas, sobretudo na região norte do país. No Cristalino Lodge, as refeições ganham ainda ares mais do que especiais graças à infraestrutura do restaurante, que oferece vista para a floresta.

Fonte: Rodrigo Andrade

Comentários