Desperdício de alimentos no Brasil poderia alimentar 12 milhões de pessoas por ano


Uma pesquisa da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan), divulgada em outubro de 2021, revelou que cerca de 19 milhões de brasileiros estão passando fome. O número se torna mais alarmante quando comparado à quantidade de comida que cada brasileiro joga no lixo todos os anos - cerca de 60 kg, segundo estudo publicado no Índice de Desperdício de Alimentos 2021, do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente. 

Considerando que cada pessoa adulta se alimenta, anualmente, de 1 tonelada de comida e bebida, o que vai para a lixeira poderia alimentar 12 milhões de pessoas em um ano.

"As pessoas não têm consciência do quanto desperdiçam e do quanto poderiam não desperdiçar. Com isso, nossos recursos naturais vão se esvaindo e, por outro lado, muita gente segue passando fome", lamenta a nutricionista Renata Valentini, embaixadora do movimento Stop Food Waste Day, realizado pela quarta vez no Brasil, com o intuito de contribuir com a educação e sensibilização para redução de desperdício alimentar.

Evitar o desperdício passa fundamentalmente pela organização da compra de mantimentos, segundo Valentini. “O ideal seria fazermos uma organização prévia na hora de comprar as hortaliças, não apenas comprarmos por exemplo as frutas maduras que estão docinhas para serem consumidas naquele dia, mas também comprarmos frutas mais verdes que vão amadurecendo aos poucos na fruteira, assim não sobra e nem falta frutas durante a semana".

Quem realiza a campanha Stop Food Waste Day no Brasil é a GRSA|Compass, que é responsável por servir mais de 1 milhão de refeições por dia em todo o país. A gerente de HSEQ (sigla em inglês para "Saúde, Segurança Meio-Ambiente e Qualidade"), Mara Baggio, avalia que o cerne da questão passa justamente pela mudança de hábitos.

"Sabemos que a fome é um problema sério no Brasil, e o fato de o desperdício alimentar estar também ligado a maus hábitos de consumo nos chama bastante atenção, ainda mais levando em consideração o setor em que atuamos. Por isso temos levantado esta bandeira de educar e conscientizar pessoas contra o desperdício, pois esta é uma responsabilidade de cada indivíduo", declara.

A campanha conta com uma série de ações nas redes sociai durante todo o mês para impactar fornecedores, clientes, colaboradores e a sociedade em geral sobre a necessidade de reduzir o desperdício de alimentos. O dia D será 27 de abril, com uma programação online intensa, composta por debates e reflexões sobre toda a cadeia de alimentos do país com o foco em novas alternativas para redução de perdas e de melhor aproveitamento.

"É uma mobilização fundamental para mudarmos a realidade de nosso país. Temos como um de nossos princípios gerenciar com responsabilidade o impacto que nossos negócios têm sobre o meio ambiente, e conscientizar sobre a redução do descarte de alimentos é, sem dúvida, uma contribuição oportuna que podemos oferecer", destaca Baggio.

Renata Valentini ressalta ainda a importância do comprometimento de cada um com a causa. "Não tem como co-criar um mundo diferente do que temos hoje, se a gente não faz diferente na nossa casa. Não adianta querer viver em um mundo sem fome, pleno e em abundância, se temos uma rotina que vai na contramão disso tudo. O movimento Stop Food Waste Day é muito importante para que corações sejam tocados e a transformação seja feita dentro da nossa vida, ensinando outras pessoas por inspiração",
 pontua.

Fonte: GRSA|Compass

Comentários