Lições básicas de educação financeira para mudar de vida

As regras básicas da educação financeira, apesar de simples, não são observadas pela maioria das famílias brasileiras e a consequência imediata é o endividamento de grande parte delas. A verdadeira base da educação financeira é o consumo consciente, ou seja, gastar menos que ganha e evitar compras por impulso. Consequentemente, isso irá evitar dividas absurdas no futuro.

Outro ponto ignorado para quem deseja mudar de vida é a busca pela renda extra. Já parou para pensar qual o seu dom? Que habilidades você tem que poderiam te trazer mais dinheiro? É importante ficar atento às oportunidades que aparecem ao longo da vida e não as deixar escapar.

Para manter a saúde de seu bolso em dia, procure primeiro investir para depois consumir. Assim você não contrai dívidas maiores do que aquelas que pode pagar. No entanto, se surgirem dívidas, trate de quitá-las o mais rápido possível. Renegociar é sempre uma boa opção, pois há a possibilidade de reduzir o valor.

Com as contas em dia, passe a destinar de 10% a 30% dos seus ganhos para sua conta de investimentos. É preciso aplicar de forma inteligente para que com o tempo seus investimentos cresçam sozinhos. Muitas pessoas acham que para investir necessitam de muito dinheiro, isto não é verdade!

Um importante passo para alcançar a liberdade financeira é o planejamento! É essencial ter uma base sólida e estabelecer metas a curto, médio e longo prazo. Pense em como você quer estar financeiramente daqui a dois, cinco, 10 ou 20 anos e o que é preciso fazer para chegar a este objetivo.

O seu foco deve ser aprender a se pagar em primeiro lugar. Quando você receber a sua remuneração, antes de sair pagando quaisquer despesas e obrigações, primeiro pague-se. Por isso, indico que você destine separe um valor mensal para investimentos e aplique em renda fixa para começar.

Se você não destinar uma parte do seu salário para sua conta investimento todos os meses, você ficará mais pobre a cada mês que passa, pois não terá o dinheiro rendendo. Esse valor fará falta quando você chegar na terceira idade, pois a tendência é que a sua aposentadoria seja menor do que os seus ganhos hoje.

Além do mais, hoje não temos garantia alguma de que o INSS continuará pagando as aposentadorias, tendo em vista o envelhecimento da população. Por isso, todo cuidado é pouco.

Você precisa cuidar das suas finanças e começar uma conta investimento para ter um futuro tranquilo e seguro financeiramente. Isso é muito importante para não depender de ninguém no futuro, nem da família, nem do governo. Fique atento!


Fonte: Adélia Glycerio - advogada, educadora financeira e autora do livro “Independência Financeira: 7 Princípios para Você Alcançar Seus Sonhos”.

Comentários