Como ter uma carteira de investimentos diversificada?


Não coloque todos os ovos na mesma cesta é uma das frases mais célebres do mundo dos investimentos. Mas o que significa isso? Que, para ter bons resultados, o investidor deve diversificar sua carteira. Essa é uma maneira bem eficiente de mitigar riscos e garantir estabilidade de ganhos a longo prazo.

Diversificar investimentos significa montar uma carteira baseada em diversos indexadores, em aplicações de renda fixa ou variável. Como você fará sua diversificação vai depender de dois fatores: seus objetivos e o mercado?

O mais importante é conhecer o seu perfil de investidor e saber a fase da vida em que se encontra. Existem três perfis mais conhecidos: conservador, o que tem tolerância zero com qualquer tipo de risco; moderado, que aceita um pouco de risco em vista de alta rentabilidade e agressivo, que aceita a possibilidade de algumas perdas. 

Já as fases da vida são a de acumulação, começo sem muito capital; rentabilização, momento em que possui capital, mas a principal fonte de renda é o trabalho e preservação de capital, onde a pessoa já possui patrimônio consolidado e quer preservá-lo.

Além disso, também é importante saber qual a possível periodicidade de aplicações, recursos disponíveis e ter em mente os seus planos de curto, médio e longo prazo.O segundo passo é desenhar sua meta de rentabilidade e como deverá distribuir seu dinheiro entre as classes de ativos. Essa distribuição de valores poderá ser em renda fixa, ações, fundos imobiliários e até em moedas estrangeiras, tudo à seu critério. Por último, determine em quantos ativos vai investir e escolha as melhores alternativas dentro desses grupos.

Todo o resto depende deste ponto. Não existe uma receita de bolo, como por exemplo ter três ativos em um segmento e seis em outro. A diversidade da carteira é construída com base nas preferências do investidor, sendo vão passar um mapa da mina.

Assim como tudo no mundo de investimentos, é necessário analisar todas as possibilidades e ver quais se encaixam melhor. O equilíbrio é sempre a melhor pedida, portanto busque compreender as variáveis, planeje suas ações conforme seus objetivos e tenha a rentabilidade que tanto procura.

Fonte: Luiz Macedo - fundador e CEO da Allê Invest, plataforma digital que utiliza inteligência artificial para auxiliar e otimizar a gestão de carteiras de investimentos.

Comentários