Certificação ISO 50001 auxilia empresas a enfrentarem a crise energética


Norma reconhecida em todo o mundo é passo fundamental para ter um Sistema de Gestão de Energia Eficiente, cortar custos e enfrentar o período de crise sem prejuízos

Dentre as diversas crises com as quais a população brasileira tem tido que lidar nos últimos meses, a mais recente envolve uma crise hídrica e energética sem precedentes. Mesmo o Governo afirmando que é baixo o risco de desabastecimento total de energia, o cenário já preocupa empresas e famílias em razão dos aumentos constantes das bandeiras tarifárias relacionadas ao custo energético.

O aumento na sobretaxa cobrada na conta de luz já subiu 49,6% e a criação da inédita "bandeira tarifária de escassez hídrica" representa aumento de 7% nas contas a partir de setembro. A energia já subiu três vezes o valor da inflação no ano, mas como isso encarece a produção no país, deve impactar na inflação, gerando um efeito "bola de neve".

Diante de um cenário de tamanha instabilidade, torna-se fundamental para as empresas brasileiras adotarem medidas que possam reduzir o consumo, sem diminuir a produção, cortando desperdícios. Esse resultado pode ser alcançado com a implementação de um Sistema de Gestão de Energia Eficiente, através da certificação ISO 50001.

De acordo com Alessandra Gaspar Costa, diretora-executiva da APCER Brasil, um sistema de gestão de energia baseado na ISO 50001 deve ser parte integrante da organização, tendo como objetivos estabelecer os processos necessários para melhorar o desempenho energético global da companhia, incluindo a utilização, consumo e eficiência energética.

A norma internacional não estabelece quaisquer exigências de desempenho energético, mas disponibiliza um conjunto de requisitos e metodologias de suporte para as organizações definirem as suas metas, melhorando continuamente o seu desempenho energético. Esta norma tem um elevado nível de compatibilidade com a ISO 9001 e ISO 14001, o que permite sua fácil integração com outros sistemas de gestão já existentes.

Empresas de qualquer segmento podem aderir à norma para ter uma melhor gestão de energia e diminuir impactos financeiros, sendo aplicável a todos os tipos e dimensões de organizações, independentemente das suas condições geográficas, culturais e sociais.

Ao se certificarem pela ISO 50001, as empresas obtêm diversos benefícios que melhoram significativamente seu desempenho energético, como a promoção da eficiência energética na organização, redução nos impactos ambientais, diminuição da emissão de gases CO2 para a atmosfera, redução de custos e reforço na imagem da organização relativamente às preocupações climáticas.

"Caso a empresa tenha a intenção de ampliar seus negócios, diminuir gastos desnecessários e, principalmente, demonstrar-se consciente quanto aos impactos que esses gastos podem causar ao meio ambiente, é de extrema importância que trabalhem a certificação ISO 50001 em Gestão de Energia", finaliza a diretora-executiva da APCER Brasil.

Fonte: Alexandre Lacerda / Rosangela Oliveira

Comentários