quarta-feira, 30 de setembro de 2020

Mineração sustentável: sonho ou possível realidade?


 
A mineração tem grande influência sobre o desenvolvimento da economia brasileira e proporciona a matéria-prima para elaboração de diversos elementos essenciais para a vida humana, como casas, hospitais, viadutos, estradas, máquinas e ferramentas, no caso do minério de ferro. De acordo com o Ministério do Trabalho, o setor ainda é responsável por 180 mil empregos diretos.

No entanto, a atividade mineradora também é conhecida por seus intensos impactos ambientais que vão desde a remoção da vegetação em áreas de extração até a poluição de recursos hídricos. Muito destes impactos são resultantes de acidentes e da falta de eficiência no gerenciamento de riscos.
 

Após os rompimentos das barragens em Mariana e Brumadinho, ficou bastante evidente a real necessidade de elaboração e implantação de instrumentos de gestão em empresas mineradoras, pois somente assim seria possível diminuir a soma dos danos causados a natureza e elevar a introdução e autenticação de sistemas e políticas de gestão, controle e sustentabilidade ambiental.

Para mudar essa situação e caminhar para um cenário onde a produtividade e a consciência ambiental andem juntas, diversas empresas do setor vem adotando os princípios da mineração sustentável. Este novo conceito é baseado no respeito aos aspectos ambientais, sociais e econômicos. 

Uma das características deste tipo de mineração é o reaproveitamento de rejeitos para a fabricação de tijolos, confecção de asfalto e pavimentação de vias. No entanto, as empresas interessadas em aderir a essa nova visão, deve ir muito além disso. 

É preciso também que elas se atentem quanto aos reflexos de suas atividades na vida da população próxima aos arredores dos locais de extração. Ainda é essencial que invistam na capacitação de seus funcionários e se comprometam com a segurança e a saúde dos mesmos e de comunidades vizinhas.

Os empreendimentos que souberem focar nos principais pilares da sustentabilidade, possivelmente, conseguirão transformar o "sonho" da mineração sustentável em realidade. "É importante que o poder público promova políticas de incentivo a esse tipo de prática. 

Para que a atividade minerária não seja descontinuada e prossiga contribuindo para o bom desempenho de nossas atividades diárias, é imprescindível que os empreendimentos do setor compreendam o grau de relevância da preservação da natureza.


Fonte: Jerri Alves - superintendente do Grupo MBL

Nenhum comentário:

Postar um comentário