terça-feira, 28 de julho de 2020

Os dez aprendizados de quem já faliu uma empresa


O primeiro negócio que eu abri sozinha não foi uma das melhores experiências que tive. Quebrei e foi muito doloroso na época, mas aprendi muito e por isso quero compartilhar a história, para que as pessoas entendam quais partes do processo podem derrubar uma empresa ou ajudar a construí-la.

Hoje, eu entendo o porquê de aquilo ter acontecido e a resposta é muito simples: eu deixei a minha emoção tomar conta em diversos momentos e certamente não tive estrutura emocional para as adversidades. Só reagia aos acontecimentos instantaneamente e vejo que não estava preparada para ter aquele negócio ou nenhum outro naquela fase. 

Demorei muito tempo colocando a culpa em terceiros, me culpando, escondendo a minha vergonha, deixando me tomar pela raiva e tristeza. Porém, hoje entendo que isso foi extremamente importante para ter sucesso no meu negócio hoje.

O empreendedor precisa se conhecer profundamente, saber e pensar sobre os seus sentimentos, pois enfrenta momentos muito diferentes o tempo todo, e isso causa muitas reflexões que devem ser acompanhadas e certamente geram resultados no trabalho que está sendo feito. 

Quando uma pessoa se conhece muito bem, sabe como serão as suas próprias reações perante as adversidades e consequentemente consegue administrar muito melhor o rumo do seu desenvolvimento. 

O que importa não é o que você sente e pensa, e sim como age. Para o empresário, é ainda mais necessário transformar as reações impulsivas em reações conscientes.

Alguns aprendizados:

- Enxergue os acontecimentos como se estivesse de fora da situação, ou seja, olhe como um todo.

- Tenha posicionamento quanto ao direcionamento tomado e não perca o foco com qualquer situação que fuja da meta. 

- Mesmo que pareça muito bom ou oportuna para aquele momento.

- Saiba ouvir.

- Diga não sem culpa.

- Sempre se questione se isso é o melhor que você pode fazer e se tem uma forma mais correta.

- Não pegue atalhos, eles não vão te levar ao rumo certo.

- As pessoas vão te desencorajar, não as escute.

- Entregue resultados para seus clientes, eles não querem só produto.

- Preocupe-se com as pessoas que estão a sua volta.

- O mais importante: tenha constância e disciplina.


Fonte: Renata Tolotti - empreendedora, coach e palestrante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário