segunda-feira, 27 de abril de 2020

A crise subiu a Serra: estabelecimentos da região que dependem do turismo no outono e inverno estão à beira do colapso econômico



As principais associações de turismo de Campos do Jordão e região se uniram para enviar um ofício às autoridades governamentais, solicitando medidas emergenciais para amenizar as consequências da quarentena do Covid-19 na região.

Entre os quatro principais assuntos pautados, o ofício destaca que os estabelecimentos de Campos do Jordão, Santo Antônio do Pinhal, São Bento do Sapucaí, Monteiro Lobato e o Distrito de São Francisco Xavier, além de outras cidades, estão enfrentando sérios problemas econômicos, já que a alta temporada ocorre justamente nos meses de outono e inverno.

As entidades pedem a criação de um comitê de crise da Serra da Mantiqueira e solicitam com urgência a reabertura desses estabelecimentos, com a garantia de responsabilidade e de acordo com o protocolo recomendado pela Vigilância Sanitária, garantindo assim a saúde e a segurança dos turistas e colaboradores das empresas. Segundo o presidente da Associação de Restaurantes Cozinha da Mantiqueira, Luís Fernando Peretti, o prejuízo é estimado em 150 milhões de reais, considerando apenas o trade turístico de Campos do Jordão, entre o período de 20 de março a 10 maio. 
                                    
  Fachada do tradicional Baden Baden durante a quarentena está irreconhecível 

Outra medida em evidência no ofício, é que os estabelecimentos situados em estâncias turísticas e que dependem do turismo sazonal de inverno, precisam de uma atenção ainda maior do Poder Público, impedindo a falência de centenas de empresas e a consequente demissão em massa de seus colaboradores. 

"Não queremos um simples empréstimo, mas sim um verdadeiro socorro subsidiado e uma avaliação cuidadosa por parte do Programa Desenvolve São Paulo, BNDES e outros, estamos à beira do colapso, não na saúde, mas na economia" afirma Luiz Rozette, Presidente do Campos do Jordão e Região Convention e Visitors Bureau.

Foi solicitada ao Governo do Estado de São Paulo uma garantia para que o Festival de Inverno seja realizado em agosto de 2020 e que também haja um incremento na programação cultural em todas as cidades da região.

Por fim, o ofício pede a isenção dos impostos neste período, já que somente a prorrogação do pagamento dos mesmos não aliviará a situação dos empresários dessas cidades.

O envio do ofício para os órgãos municipais e estaduais foi um pedido de socorro para que todos os estabelecimentos recebam uma atenção urgente e tenham condições de passar por essa crise com o mínimo de consequências desastrosas, mantendo a potência turística de Campos do Jordão e das outras cidades da Serra da Mantiqueira. 


Fonte: Convention & Visitors Bureau 

Nenhum comentário:

Postar um comentário