sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

Cinco lodges incríveis para visitar ao menos uma vez


O conceito promovido pelos lodges surgiu na África, em meio às savanas, para ampliar a experiência dos turistas que por lá se aventuravam durante expedições ou safáris. Com o passar dos anos, a ideia de oferecer hospedagem em áreas de selva ou atrativos naturais preservados, se espalhou mundo afora, deu origem a empreendimentos incríveis e não perdeu em nada a sua essência, que é integrar os hóspedes ao ambiente em que estão inseridos.

- Confira aqui alguns dos lodges mais incríveis do planeta:

- Cristalino Lodge, Brasil:

Eleito um dos 25 melhores ecolodges do mundo pela National Geographic Traveler, o Cristalino Lodge é único representante brasileiro desta lista. Localizado no sul da Amazônia, na cidade de Alta Floresta, Mato Grosso, o hotel foi projetado em total harmonia com a natureza e está inserido em uma reserva particular com 11.399 hectares – uma área 30% maior que a ilha de Manhatann, nos Estados Unidos. 


No local, aliás, é possível avistar uma grande variedade de espécies de aves, répteis, insetos e mamíferos, como a Anta Brasileira, o caricato Tamanduá-bandeira e os simpáticos bicho-preguiça e a lontra. Isso sem falar na oportunidade de acordar com o som da natureza.


- Longitude 131, Austrália:

Alinhado entre as dunas antigas de Yulara e com uma vista privilegiada sobre a pedra de Uluru, uma das maiores atrações turísticas da Austrália, o lodge Longitude 131 reúne dezesseis pavilhões de tendas cuidadosamente projetadas para oferecer um verdadeiro santuário ao luxo. 


O mobiliário personalizado e a incrível paisagem predominantemente vermelha chamam a atenção dos hóspedes que observam o cenário do interior através de janelas do chão ao teto, relaxam em decks ao ar livre e dormem sob um cobertor de estrelas.
                                 

- Klein’s Camp, Tanzânia:

No continente africano, berço deste conceito de hospedagem, o destaque fica por conta do ecolodge Klein’s Camp, na Tanzânia. O hotel faz parte de um santuário natural de 10 mil hectares de uma concessão outorgada por tribos Maasai, no Parque Serengeti. 


O empreendimento, a propósito, oferece vista privilegiada para a grande migração anual de gnus, zebras, e outros herbívoros e une safáris com luxo e conforto, além de promover o desenvolvimento sustentável, sem deixar impactos na região.


- Clayoquot Wilderness, Canadá:

Às margens do Rio Bedwell, em British Columbia, o Clayoquot Wilderness buscou inspiração nos grandes acampamentos do século XIX para tornar a experiência dos hóspedes inesquecível. Com terapias holísticas, observação de ursos e baleias, aulas da chamada “cozinha moderna natural” e uma série de atividades ao ar livre, como a prática de rafting e tiro com arco, o lodge oferece uma verdadeira imersão à natureza. 




Destaque para as acomodações oferecidas pelo hotel, que estão inseridas em exclusivas tendas ultra confortáveis e equipadas com camas king size, lençóis de primeira linha, lareira e mobiliário completo.



- Whitepod Eco Resort, Suíça:

Nem só de selva e savanas africanas vivem os lodges. Na neve também há opções, caso do Whiterpod Eco Resort, nos Alpes Suíços. Com acomodações “móveis”, o hotel é composto por quinze “pods”, que são uma espécie de tenda em forma de iglus e revestidas com lona. 



As acomodações apresentam 40m², movéis em madeira de reflorestamento, mantas de fibras naturais e uma excepcional janela com ampla vista sobre lagos e montanhas nevadas.





Fonte: Rodrigo Andrade

Nenhum comentário:

Postar um comentário