sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Curitiba é finalista em premiação mundial de cidades inteligentes



Curitiba é finalista do World Smart City Awards 2019, premiação promovida pelo maior evento de cidades inteligentes do mundo, o Smart City Expo World Congress, que é realizado anualmente em Barcelona (Espanha). A capital paranaense disputa o prêmio principal, o City Award (Prêmio Cidade), ao lado de outras cinco cidades do planeta. Curitiba é destaque pelo Vale do Pinhão, movimento da Prefeitura e do ecossistema de inovação que promove o desenvolvimento sustentável.

A cidade tornou-se um importante palco de discussão sobre cidades inteligentes por sediar a edição brasileira do evento mundial, que em 2020 será nos dias 26 e 27 de março. “O Smart City Expo Curitiba despertou a atenção global para o Vale do Pinhão. Durante as duas primeiras edições do evento no Brasil, em 2018 e 2019, tivemos o Smart Plaza Vale do Pinhão no centro da área expositiva. 


Na primeira edição, foram apresentados mais de 80 pitchs de startups de tecnologias e soluções da capital paranaense; na segunda foram cerca de 100 apresentações”, lembra Beto Marcelino, sócio e diretor do iCities, empresa especializada em soluções para cidades inteligentes que organiza a feira e exposição mundial no Brasil.

O World Smart City Awards reconhece projetos pioneiros, ideias e estratégias que promovam o desenvolvimento urbano em todo o mundo. Os vencedores, em sete categorias, serão anunciados no dia 20 de novembro, no Smart City Expo World Congress 2019. Curitiba, representada por meio do Vale do Pinhão, foi selecionada entre mais de 400 projetos criados por governos, empresas, centros de pesquisa e startups de 54 países.

- Iniciativas:

Nos últimos dois anos, poder público, startups, universidades, entidades de fomento à inovação e empreendedores trabalham juntos para desenvolver soluções inovadoras em áreas como mobilidade urbana, saúde, educação, meio ambiente, empreendedorismo e segurança alimentar.

Além de sediar o Smart City Expo Curitiba, outras iniciativas já implantadas na cidade são a programação intensa da Agência Curitiba para promover conexões entre empreendedores e a rede de inovação; a abertura dos Faróis do Saber e Inovação, onde estudantes podem construir protótipos com impressora 3D; o lançamento de aplicativos para aproximar Prefeitura e cidadãos, como Curitiba App, o Saúde Já e o 156Mobile; e a inauguração dos Worktibas Barigui e Cine Passeio, coworkings públicos.

A Prefeitura e empresários também estão reabilitando áreas urbanas da cidade, por meio de empreendimentos como o Engenho da Inovação, "coração" do Vale do Pinhão e sede da Agência Curitiba, e o Campus Rebouças de Inovação e Aceleração (CRIA), espaço privado que reúne startups, empreendedores da economia criativa e aceleradoras.

O município ainda relançou, em 2018, o Curitiba Tecnoparque, que oferece desconto de 5% para 2% no Imposto Sobre Serviços (ISS) a empresas que investem em tecnologia e inovação na capital. Como resultado, no primeiro trimestre de 2019, a arrecadação de Imposto sobre Serviço (ISS) cresceu 20%. As empresas do Tecnoparque geram 8,1 mil empregos diretos na capital.

- Smart City World Congress:

Maior evento de cidades inteligentes do mundo, o Smart City Expo World Congress será realizado de 19 a 21 de novembro em Barcelona. No ano passado, Curitiba já tinha sido finalista do World Smart City Awards com seu programa de Agricultura Urbana, que também integra o Vale do Pinhão.

Gestores públicos, empresários, investidores, pesquisadores, acadêmicos e demais interessados na temática de cidades inteligentes podem ir ao evento junto à comitiva oficial do Brasil, que é organizada pelas empresas iCities, Global Business Innovation Intelligence e La Salle Technova. Nos dois últimos anos, mais de uma centena de pessoas participou da visita técnica a Barcelona.

“A comitiva é uma iniciativa muito rica para fazermos projetos interessantes ao redor do mundo acontecerem aqui no Brasil. Vamos ver na prática não só soluções tecnológicas, mas também em nível institucional e social”, explica Marcelino.



Fonte: Stephanie D’Ornelas

Nenhum comentário:

Postar um comentário