quarta-feira, 14 de agosto de 2019

Dia do Combate à Poluição é comemorado em 14 de agosto.

Incentivar a adoção de medidas efetivas para reduzir a poluição do ar faz parte da proposta do Dia do Combate à Poluição, 14 de agosto. O controle das emissões de poluentes por veículos automotivos está entre as ações mais importantes para garantir a qualidade do ar, principalmente nos grandes centros urbanos.

Em relação a 1986, quando foi lançado o Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores, Proconve, houve uma redução de 90% de emissões de gases tóxicos. Com isso, estima-se que mais de 14 mil mortes tenham sido evitadas e alcançada uma economia de aproximadamente R$ 1,3 bilhão em assistência médica, segundo estudo sobre o programa.

A redução das emissões de poluentes supera os 95% com o uso do catalisador, dispositivo que faz parte do sistema de escapamento de motores a combustão. Mas você sabe como funciona e o que é preciso para manter o catalisador com bom desempenho? 
O gerente de desenvolvimento técnico de Catalisadores da BASF, Vladimir Ferrari, responde algumas questões:

- Como funciona o catalisador?

O catalisador é uma colmeia de cerâmica revestida por alguns componentes capazes de atuar na reação química dos hidrocarbonetos (HC), dos monóxidos de carbono (CO) e dos óxidos de nitrogênio (NOx), gases produzidos pelos motores a combustão movidos a gasolina e/ou etanol. Mais de 95% desses poluentes são convertidos em gases não nocivos. Esse é o catalisador de “três vias”, o TWC, que é considerada a solução mais importante já criada para o combate à poluição.


- Os catalisadores exigem alguma manutenção?

O catalisador não exige cuidado específico. Mas é essencial a manutenção adequada do veículo como um todo, respeitando as revisões, trocas de peças, além do uso de combustíveis de boa qualidade.

- Qual é a vida útil dos catalisadores?


De acordo com a exigência das montadoras, os catalisadores têm vida útil de cinco anos ou 80 mil quilômetros. Porém, depois desse prazo, o catalisador continua tendo sua função preservada. Desde que o proprietário siga as manutenções adequadas, certamente o catalisador terá a mesma vida útil do veículo.

- O catalisador diminui a potência do motor ou pode prejudicar o funcionamento do carro?


O catalisador faz parte de um conjunto de peças projetadas para o perfeito funcionamento do motor, não interferindo em sua potência ou desempenho. Se o dispositivo for removido, sim, pode desregular todo o sistema e provocar o desgaste prematuro das peças. Além disso, a remoção é considerada uma infração grave, passível de multa.


- Combustíveis adulterados podem comprometer o catalisador?

Certamente, o principal inimigo do bom funcionamento do catalisador são combustíveis adulterados, de baixa qualidade. Além dos compostos inadequados nos combustíveis poderem afetar a conversão dos gases, resíduos podem aderir à superfície do dispositivo, prejudicando a sua performance.

Criadora do catalisador de três vias, a BASF recebeu da ONU o Prêmio da Década de 1980 e a Medalha Nacional de Tecnologia pela invenção. Desde que foram criados, os catalisadores da empresa contribuíram para que carros, motos e caminhões deixassem de lançar no ar mais de um bilhão de toneladas de poluentes.


Fonte: Vladimir Ferrari

Nenhum comentário:

Postar um comentário