segunda-feira, 6 de maio de 2019

Istambul, a cidade onde os gatos são os donos de tudo


É difícil pensar em Istambul sem o Bósforo, balsas, flores de cor púrpura, iguarias e gatos! Em qualquer lugar da cidade que você passa, é possível encontrar vários bichanos. Eles mantêm sua amizade calorosa com o povo de Istambul em cada esquina e recebendo os visitantes. 

Assim como o Bósforo, fortalezas, palácios, ruas, residências à beira-mar e balsas, os gatos também pertencem a Istambul. Eles estão ali há milhares de anos, resistindo a qualquer mudança no mundo. Os bichanos são uma parte essencial do cotidiano de Istambul. 

Ao longo da história da cidade, os gatos viram a ascensão e queda de civilizações, testemunharam como as fronteiras da cidade encolheram e se expandiram e ainda assistem à transformação do povo de Istambul, o que nos faz pensar neles como verdadeiros donos da cidade.

Não importa qual bairro ou distrito você visite, são os gatos que te recebem primeiro, em cada esquina você encontra um felino. Cada um com seu visual e caráter diferentes, bem como o vínculo que os liga às pessoas, os gatos inspiram autores, poetas, pintores e fotógrafos.

Istambul tornou-se um lar para muitas raças de gatos por centenas de anos. Eles são tão presentes na vida dos moradores e turistas, que a cineasta turca Ceyda Torun fez um documentário onde acompanha sete dos milhares de gatos que a cidade tem.

- Sobre a Turquia:

Localizada no Mediterrâneo, dividida entre os continentes asiático e o europeu e separada pelo famoso Estreito da Turquia, sua geografia é rica e permite diferentes modelos climáticos, que vão do oceânico ao mediterrâneo. 

A Turquia faz fronteira com 8 países e tem Ancara como capital, enquanto Istambul é a maior cidade e principal centro cultural e comercial, abrigando o Grand Bazaar, ponto turístico que reúne mais de 4 mil lojas e diversos visitantes por dia. 

Com uma população de aproximadamente 80 milhões, o país abriga diversas cidades encantadoras como Bodrum, Antália, Kusadasi, Göreme, além de ter um povo afetuoso e hospitaleiro e gastronomia riquíssima.



Fonte: Maryon Machado 

Nenhum comentário:

Postar um comentário