quarta-feira, 24 de abril de 2019

Música tradicional é uma das maiores riquezas culturais de Coimbra


Conhecer a cultura do destino é parte importante de uma viagem. Quem visita Buenos Aires faz questão de assistir a uma apresentação de tango; na Itália, é mister explorar a gastronomia local; e, na Tailândia, os passeios mais procurados incluem passagens em templos. Dança, música, história, arquitetura, arte e gastronomia são fundamentais para conhecer melhor um lugar e, em Portugal, a música tradicional é o fado.


Considerada a canção da alma portuguesa, é feita com uma voz, uma guitarra portuguesa, uma guitarra clássica e muito sentimento. Desgostos de amor, saudades de alguém que partiu, encontros e desencontros da vida são os principais temas dos fadistas espalhados por Portugal.

Em Coimbra, no entanto, esse gênero musical foi tão explorado pelos estudantes que acabou se tornando um subgênero: o fado de Coimbra. Cantado apenas por homens, pede sempre rigor no vestuário dos fadistas, que usam as roupas tradicionais da universidade da cidade, uma das mais antigas instituições lusófonas do mundo.


Este charmoso destino do Centro de Portugal tem um centro histórico muito preservado, o belíssimo rio Mondego e excelentes parques. Mas o que move a cidade e seus habitantes é a Universidade de Coimbra, cujas construções imponentes erguem-se em uma área privilegiada de seu território.

Foi justamente essa tradição acadêmica que acabou criando o fado de Coimbra, já que os grupos de jovens que lá iam estudar levavam suas guitarras, dando voz ao temperamento sonhador e nostálgico dos portugueses em canções sobre a vida estudantil, a cidade e o amor.

Coimbra tem muitas casas de fado, mas ocasionalmente esta arte chega às ruas da cidade em românticas serenatas de rapazes à janela de suas amadas.



A tradição do fado é tão forte que, anualmente, realiza-se a Serenata Monumental nas escadas da Sé Velha, evento que marca o início da Queima das Fitas, a festa universitária que comemora o fim do ano letivo. Este ano, a comemoração começa no dia 3 de maio.

- Sobre o Centro de Portugal:

A mais charmosa região portuguesa é cheia de destinos populares: Aveiro, Coimbra, Viseu, Nazaré, Óbidos, Tomar, Fátima e tantos outros. Suas belezas se estendem por todo o território - ocupado por 2,3 milhões de habitantes que têm o dom de bem receber. 

O Centro de Portugal possui inúmeros patrimônios da UNESCO, um litoral que é um paraíso do surfe, aldeias históricas, gastronomia riquíssima, vinhos inesquecíveis, natureza exuberante e muita cultura, que se somam a incontáveis motivos para uma visita. A principal cidade, Coimbra, está a apenas 200 quilômetros de Lisboa e a 135 quilômetros do Porto


Fonte: Jessica Ferreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário