terça-feira, 30 de abril de 2019

Mito ou verdade: conversar com as plantas ajuda no crescimento delas?



Apesar do tanto de conhecimento que a humanidade acumulou sobre o desenvolvimento das plantas, ainda existem muitas perguntas sem respostas. Já sabemos que elas interagem com o ambiente, possuem técnicas evolutivas de sobrevivência, de reprodução, de defesa e até captam informações ao seu redor. Um bom exemplo são plantas que liberam uma toxina de defesa ao captarem o som de lagartas mastigando folhas. Isso acontece mesmo quando se trata de um som gravado. Outro exemplo é a atração de insetos através de cores e odores em suas flores.



Há estudos científicos que buscam compreender o comportamento das plantas pelo mundo todo. Muitos acreditam em algo que se assemelha a um instinto automático de sobrevivência. O ponto é que, o que entendemos por consciência, captação e troca de informação se baseia muito no funcionamento dos corpos humanos, de animais e até insetos. Esses seres possuem mecanismos mais semelhantes de interação. Um gato, assim como um humano, tem um ouvido para captar som. Uma planta identifica o som, mas seus receptores nada tem a ver com um ouvido.

Da mesma forma, é impossível esperar que haja uma atribuição de valor humana ao que é falado a uma planta. Muitos argumentam que há características ligadas ao metafísico, como transmissão de energias, vibrações, e outras situações ligadas a um espiritualismo ou crença.


Contudo, há estudos que mostram que, ao falar com uma planta, liberamos CO² ao redor dela. Esse gás é expelido naturalmente ao expirarmos e as plantas o usam como matéria-prima na fotossíntese. Logo, essa quantidade de CO² pode contribuir para uma fotossíntese saudável da planta, o que a fará crescer.

Por outro lado, temos crianças fazendo experimentos em escolas, onde se fala coisas boas a uma planta e más à outra, e se nota uma diferença de crescimento e saúde entre elas. Porém, de acordo com a conclusão científica citada acima, o que é dito não deveria importar.

Então, qual a verdade por trás desse dito popular que todo dono de jardim já ouviu? A maioria dos cientistas diria que esse é realmente um mito. Mas, o fato é que ainda entendemos muito pouco sobre os mecanismos de interação das plantas. São precisos mais estudos para conclusões baseadas em testes científicos.




Independentemente da verdade, a questão é que as plantas demandam cuidado, atenção e uma dose de carinho, tanto quanto demandam irrigação, adubagem e luz. O bem estar que o verde trás para quem desfruta do jardim também tem explicações psicológicas e metafísicas que não são completamente entendidas pelo método científico. Se você se sente bem conversando com as suas e elas estão bonitas e saudáveis, para que parar?


Fonte: Welton Ramos /Regatec

Nenhum comentário:

Postar um comentário