terça-feira, 9 de abril de 2019

Como se portar numa entrevista de emprego


Para aqueles que estão buscando um novo emprego, além de preparar um bom currículo e ter todas as competências para a vaga de interesse é preciso portar-se bem na entrevista. É na entrevista que você terá o primeiro contato físico com o recrutador e ele analisará a postura e algumas características para escolher o melhor candidato.

O primeiro passo é a pontualidade. É importante que o candidato chegue ao menos com 15 minutos de antecedência, pois essa é a primeira boa impressão que poderá passar ao recrutador. Imprevistos acontecem, então tenha cuidado. Vestir-se adequadamente também é importante, já que este é um momento formal e decisivo.

A consultora executiva de carreira e master coach internacional Madalena Feliciano conta que um dos grandes problemas dos candidatos em uma entrevista de emprego é o nervosismo e falta de confiança. Muitos candidatos não estão seguros do que vão falar e acabam não mencionado suas qualidades e cases de sucesso no momento da entrevista. “É preciso ter uma postura firme e segura, saber fazer seu marketing pessoal, isso ganha o interlocutor”, completa.

Atenção ao celular. Não o deixe ligado, pode ser que ele toque durante a entrevista e interrompa-a, perdendo o foco e danificando sua imagem de comprometimento com o ato da entrevista. Apenas em casos de emergência, isso caso você avise ao recrutador que há a possibilidade de algum parente enfermo, por exemplo.

Por último, não minta! Os recrutadores estão atentos às informações passadas, e geralmente mudamos nossa fisionomia e gestos no momento que estamos mentindo, por isso é preciso ser verdadeiro e seguro daquilo que desejamos passar.

Cursos de capacitação e recolocação profissional como o da Outliers Careers ajudam o profissional a não somente ter autoconfiança para adentrar no mercado de trabalho e se dar bem em entrevistas, mas também para ascender na carreira. A empresa é especializada em desenvolver pessoas através das mais respeitadas metodologias e ferramentas de mercado, e também desenvolvem trabalhos para profissionais em transição ou ascensão profissional.


Fonte: Madalena Feliciano

Nenhum comentário:

Postar um comentário