quinta-feira, 28 de março de 2019

Hotéis com vinícolas para quem adora tomar vinho



Tendência mundial cada vez mais procurada por turistas, o turismo enogastronômico é uma das forças da indústria de viagens, já que movimenta mais um componente da cadeia produtiva, e que representa parcela decisiva no resultado final da experiência: a prova de vinhos e as imersões no fabuloso mundo de vinícolas projetadas com doses de sofisticação e conforto de fazer inveja aos mais espetaculares resorts.


- Confira:

- Dalaire Graff, Stellenbosch, África do Sul:



Famosa pelas suas incríveis savanas, repletas de animais fantásticos, como os incríveis leões africanos, zebras, girafas, elefantes e outros tantos bichos incríveis, a África do Sul esconde sob seus domínios uma outra faceta pouco conhecida do público em geral. Na cidade de Stellenbosch, a pouco mais de uma hora de carro da Cidade do Cabo, há um verdadeiro oásis para os apaixonados por vinhos. 



Construído por um bilionário inglês, o complexo Delaire Graff abriga em suas dependências uma vinícola de renome internacional - cujos clientes habitués são nada menos que Oprah Winfrey e o Sudão de Brunei - um charmoso hotel boutique e dois restaurantes de alta gastronomia. Isso sem falar no belíssimo cenário no qual o empreendimento está inserido, nas esculturas espalhadas pela recepção – parte da coleção do magnata dono do lugar, – e nos vinhos, é claro.



- Les Sources de Caudalie, Bordeaux, França:



Localizado no coração da região de Bordeaux, entre as vinhas do lendário Château Smith Haut Lafitte, o hotel Les Sources de Caudalie, o único Palace na região bordalesa e também único Palace francês em um vinhedo, oferece um grande atrativo para os enófilos de plantão: o primeiro SPA de vinoterapia do mundo. Uma vez no local, é possível desfrutar de tratamentos com cremes à base de vinho, uvas e sementes. 


Cabe destacar ainda a gastronomia local, já que o hotel oferece aos seus hóspedes e clientes três restaurantes incríveis, sendo um deles – o La Grand’Vigne – premiado com duas estrelas Michelin. Todos estão sob a batuta do chef Nicolas Masse e são ótimas sugestões para harmonizar os rótulos locais, que carregam uma tradição de mais de 650 anos com os pratos servidos.

- Vik, Chile:

Queridinho dos brasileiros, o Chile alcançou o status de destino da moda no Brasil e vem fazendo jus à popularidade que conquistou. E uma das sugestões da Interpoint no país andino é a Vinícola Vina Vik & Puro Vik, uma das mais luxuosas de todo o Chile. A apenas duas horas de Santiago, a Vik não é uma simples vinícola. Ela é um conceito, que engloba design arrojado, hotelaria estrelada e a produtora de um dos melhores vinhos chileno. 
                       

O hotel, aliás, guarda uma peculiaridade: cada quarto foi assinado por um artista renomado – em sua grande maioria chileno – e as acomodações oferecem janelas panorâmicas com vistas de tirar o fôlego para as vinhas, vales, bosques, montanhas e, claro, a Cordilheira...

- Relais II Falconiere & SPA, Cortona, Itália:

Na velha bota, a sugestão da Interpoint é o imponente Relais II Falconiere, situado em uma esplêndida residência datada do século XIX, entre a Úmbria e a Toscana, na belíssima região de Cortona. Com vista para as vinhas, a casa, que foi perfeitamente restaurada, foi morada do poeta António Guadaglioni. 



Os quartos refletem a elegância simples, típica das vilas toscanas e estão espalhados por diferentes áreas do complexo, dando um toque extra de charme e sofisticação à hospedagem. Destaque para a gastronomia local, que é acompanhada por grandes vinhos, como os da casa Baracchi e suas vinhas e adegas, repletas de opções de inigualável sabor.



- Rosewood Castiglion del Bosco, Montalcino, Itália:

Outra opção bem interessante na região da Toscana, Itália, é o Resewood Castiglion del Bosco, em Montalcino, Siena. O empreendimento celebra a beleza natural e a riquíssima herança cultural e gastronômica da Toscana em mais de oito séculos de existência. No local, é possível contemplar as ruínas de um castelo, uma igreja medieval, o Borgo, uma aldeia histórica que forma o coração do resort e, claro, uma vinícola. 



O Castiglion, aliás, oferece uma verdadeira imersão ao mundo dos vinhos regionais. Ao todo são 62 hectares de vinhas dedicadas à produção de Brunello e Rosso Di montalcino. Há ainda um terceiro rótulo, o single-cru Campo del Drago DOCG, que é muito pedido também. Para os hóspedes, é possível degustar, participar de seminários e, em meados de setembro, contemplar a colheita das uvas.

- Six Senses Douro Valley, Viseu, Portugal:

Portugal é um charme só e os vinhos portugueses, na sua grande maioria, são magníficos. Mas nem só de Lisboa e Porto vive um roteiro focado no enoturismo pela terrinha. Para degustar os melhores rótulos que o país tem a oferecer é preciso esmiuçar ainda mais a pátria lusitana. E uma boa dica da Interpoint é o hotel Six Senses Douro Valley, no distrito de Viseu, próximo a cidade de Lamego. 



Premiado recentemente pelo Best of the Best do Virtuoso no quesito design, o hotel privilegia a calmaria local em seu projeto arquitetônico e filosófico. Cravado no alto da colina do Rio Douro e cercado pela natureza de todos os lados, a vista é incrível, sobretudo para os vinhedos. E por falar neles, não se esqueça de visitar a exclusivíssima adega do hotel, que conta com mais de 700 referências na Wine Library para entender melhor e apreciar um pouco mais os rótulos escolhidos.

- The Vines Resor & SpaMendoza, Argentina:



Localizado na renomada vinícola do Valle de Uco, em Mendoza, a cerca de uma hora e meia do centro da cidade, o The Vines Resort & SPA surge como opção para aqueles que não querem ir muito longe do Brasil para degustar rótulos de qualidade. Enraizado nos prazeres de produzir, beber e compartilhar vinho, o The Vines faz com que seus visitantes mergulhem nos deleites da cultura argentina e apreciem as belezas naturais do destino com uma afetuosa e incomparável hospitalidade.


Fonte: Interpoint Viagens e Turismo

Nenhum comentário:

Postar um comentário