segunda-feira, 25 de março de 2019

Empreendedorismo: um caminho de oportunidades e desafios

  


O empreendedorismo vem crescendo no Brasil a cada ano e isso já é um fato conhecido e bem divulgado. O que algumas pessoas não dão muita atenção, ao empreender, é no fato de se capacitarem para estarem preparados para as oportunidades e, principalmente, desafios ao gerir um negócio.

- Como, então, uma pessoa pode se tornar um empreendedor de sucesso?

A pesquisa (GEM) informa ainda que, de cada 100 brasileiros que começam um negócio próprio, 71 são motivados por uma oportunidade e não pela necessidade, e esse número de empreendedores que nascem após vislumbrar uma oportunidade é altamente positivo. De toda forma, se a pessoa abrir um negócio por necessidade, porque perdeu o emprego, não quer ter patrão ou algum outro motivo e já efetuar retiradas do caixa no mesmo mês, a situação poderá ficar bem difícil.

É muito importante, antes de entrar de cabeça e apostar todas as suas economias, pesquisar o mercado, a concorrência, mapear geograficamente seu ponto comercial e onde estão seus clientes potenciais. Outro dia, um amigo abriu uma loja de móveis. Seis meses depois eu o reencontrei, ele reclamou do negócio e me disse: “Descobri na semana passada que na minha cidade tem outras 152 lojas similares à minha. Só me dei conta disso agora porque está muito difícil de vender”.

- Quais são os maiores desafios no empreendedorismo?

Além do recurso financeiro, que costuma ser um grande desafio no início, destacaria outros 7 pontos:

1) Vida profissional e pessoal: saber conciliar vida pessoal e profissional, administrando o tempo dedicado à empresa e à família, lembrando que não há sucesso profissional que compense o fracasso pessoal. Além disso, é vital separar o caixa da empresa do dinheiro pessoal, pois essa mistura que é comum e praticada por muitos empreendedores, pode ser fatal para o negócio.

2) Não ser mais um no mercado: é necessário ter bem claro qual será seu grande e verdadeiro diferencial. Entrar no mundo dos negócios para ser mais um, pode ser um grande risco.

3) Evite burocracia: o sucesso ou o fracasso do seu negócio pode estar ligado à papelada, tributação e à burocracia que o envolve.

4) Contratação e motivação: Jim Collins escreveu em seu livro “Empresas Feitas para Vencer”, que o principal ativo das empresas não são as pessoas, são as pessoas certas. Contratar e reter talentos com o perfil da cultura organizacional e manter a equipe sempre motivada não é tarefa fácil, mas fundamental para poder delegar e manter em alta os resultados.

5) Achar que não terá chefe: saiba que terá o mais severo de todos os chefes, o cliente, que muitas vezes não perdoa. E, sem cliente, não tem empresa.

6) Muito dinheiro e pouco trabalho: pensar que rapidamente vai ganhar muita grana e trabalhar menos, que não precisará trabalhar nos finais de semana. Essa ideia no inicio do negócio é um grande equívoco.

7) Inovar sempre: mesmo que o negócio inicie bem, reveja constantemente seus diferencias, pois o sucesso de ontem não garante o de amanhã. Prova disso é que em 1973 a Exame/FGV elaborou um ranking com as 500 maiores empresas do Brasil. Atualmente, 77% dessas organizações simplesmente desapareceram conforme aponta um estudo da Fundação Dom Cabral. Saiba que, por melhor que o negócio seja, será preciso reinventar-se constantemente. O ciclo de vida de um negócio, que antes era de 20 anos, até permitia uma demora no processo de inovação. Atualmente, reduziu para 4 anos, ou seja, em menos de 50 meses você terá que rever processos, talvez lançar novos produtos ou atingir outros mercados.

Empreender não é tarefa fácil e isso é uma notícia boa, afinal, o que é fácil qualquer um faz, o que é difícil aí é somente para os campeões. É ainda motivador saber também que no mundo corporativo nada grandioso foi construído com extrema rapidez e facilidade. Ser empreendedor no Brasil é protagonizar uma história de superação.



Fonte:  Erik Penna - palestrante motivacional, especialista em vendas, consultor e escritor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário