quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Quando o agrado torna-se uma verdadeira gafe


Uma das grandes gafes cometidas por estabelecimentos comerciais é a tentativa de agradar seu público sem medir as consequências. Não são poucos os casos em que brindes e agrados, além de não atingirem o objetivo esperado, causam verdadeiros transtornos ao estabelecimento.

Os clientes, em sua maioria, ficam muito mais satisfeitos e gratos se forem bem atendidos e servidos com qualidade, de acordo com o cardápio e a proposta do bar ou restaurante. Nem sempre o ato de “presentear” resulta em satisfação. Jamais devemos nos esquecer da expressão “presente de grego”.

Para facilitar as coisas, darei alguns exemplos que, certamente, irão ilustrar a mensagem que pretendo oferecer a todos.

- Situação 1: oferecer um salgadinho/aperitivo enquanto o cliente aguarda a liberação de uma mesa

Não é incomum, enquanto os clientes aguardam a liberação de uma mesa em um bar ou restaurante, que alguns estabelecimentos ofereçam, como cortesia, uma porção de salgadinhos e pequenos drinques. Sem dúvida se trata de uma iniciativa positiva e que tem tudo para cativar o cliente. 

No entanto, aí pode morar o perigo. Se os alimentos não estiverem apetitosos, saborosos, frescos e com aparecia de qualidade e cuidado, isso poderá se revelar uma verdadeira tragédia. Em muitos casos a cozinha não dedica o capricho necessário e os aperitivos podem ser oferecidos frios e gordurosos, causando a pior das impressões logo na chegada do cliente. 

Outros estabelecimentos oferecem pequenos drinques, tais como coquetéis de frutas e batidas. Neste caso, há um descuido com a própria receita da bebida, causando uma péssima impressão e promovendo uma imagem negativa do lugar.

Conclusão: se o gestor do bar ou restaurante quiser agradar o seu cliente, que o faça com aquilo que o estabelecimento tem de melhor. Não é possível imaginar que, brindando o cliente com algo ruim, seja possível agradá-lo a ponto de fidelizá-lo e encantá-lo.

Lembre-se sempre: mesmo que o cliente não tenha reclamado em um primeiro momento, não significa que esteja satisfeito. Ele pode apenas estar aguardando a oportunidade de conhecer outro lugar.

- Situação 2: shows de música, dança, piadas e outros

É extremamente agregador que o estabelecimento possa oferecer entretenimento a seus clientes. Almoçar, jantar ou tomar um simples drinque enquanto ouve uma boa música ou assiste a um bom show torna a visita ao bar ou restaurante um verdadeiro acontecimento. Porém, cuidados e detalhes passam a ser tão importantes quanto os artistas que vão se apresentar. 

Nada mais incômodo do que estar em um lugar onde é preciso “berrar” para que a pessoa que nos acompanha possa nos ouvir. O som desmedido é irritante e um verdadeiro convite a ir embora mais cedo. 

A preocupação da acústica é fundamental quando se decide por ambientes sonorizados, e por vezes, há soluções de custo bem acessível para se corrigir esta falha.

Outro cuidado remete à disposição das mesas. Colocar uma mesa debaixo de uma caixa de som é um verdadeiro convite à insatisfação, assim como mesas atrás de pilares e paredes. Se isto ocorrer, é preciso que fique bem claro para o cliente de que se trata de mesa normalmente não disponibilizada, deixando para ele o direito da escolha.

- Situação 3: retire os espinhos das rosas (literalmente):

Não é incomum, em datas especiais, que bares e restaurantes ofereçam flores a seus clientes, em especial rosas. Mas, por favor, retire os espinhos e as entregue ao final da refeição. Assim, a flor não ficará o tempo todo sobre a mesa, murchando e misturando-se com as bebidas e os pratos.

Conclusão: Todos os gestos feitos no sentido de acolher e bem tratar o cliente, sempre serão bem vindos. No entanto, é preciso cuidado com cada um deles, para que não se revelem uma verdadeira gafe.

Tudo pode, só não pode perder o cliente por falta de cuidado, zelo e carinho. O caminho a seguir para não errar deve ser sempre o caminho da verdade, do equilíbrio e o de sempre se colocar no lugar do cliente.

Atender ao cliente do modo como você gostaria de ser atendido. Esta é a receita do sucesso!


Fonte: Edson Pudence


Nenhum comentário:

Postar um comentário