terça-feira, 28 de agosto de 2018

Concessão de parques vai estimular o turismo


Localizado a 43 quilômetros de Porto Seguro (BA), o Parque do Pau Brasil deverá se firmar como novo atrativo turístico da região. Isso graças ao edital, publicado no Diário Oficial da União, que prevê a concessão de serviços de apoio à visitação, ao turismo ecológico, à interpretação ambiental e à recreação em contato com a natureza. A ideia é melhorar a infraestrutura da unidade de conservação para que possa receber cada vez mais turistas e visitantes.

Apesar de o Brasil ser considerado o número um do mundo em atrativos naturais segundo o Fórum Econômico Mundial, apenas 16,3% dos visitantes internacionais que estiveram no País a lazer em 2017 tiveram como motivação as atividades de natureza ou ecoturismo. As concessões de alguns serviços dentro das unidades de conservação têm como objetivo estimular o turismo aliado à melhoria da conservação e infraestrutura das unidades por meio dos recursos privados.

No caso da unidade Pau Brasil, a concessão será destinada aos seguintes serviços obrigatórios: cobrança de ingressos; transporte interno, estacionamento de veículos na Sede e na Jaqueira; lanchonetes na Sede e na Jaqueira; loja de conveniência na Sede; espaço do ciclista; centro de visitantes, espaço de campismo, tirolesa e passarelas suspensas, com ônus para o concessionário de adequação das estruturas físicas necessárias.


“Ainda estamos muito aquém do nosso potencial no que diz respeito ao turismo. Enquanto recebemos 10 milhões de visitantes em nossas unidades de conservação no último ano, os parques nacionais americanos receberam 307 milhões, o que mostra que ainda precisamos avançar no ecoturismo e turismo de natureza. Sem dúvida a concessão de serviços essenciais nessas unidades irá contribuir para um grande salto de qualidade no receptivo. Ao melhorar as condições para a visitação estaremos estimulando a economia e gerando emprego e renda nas comunidades que ficam ao redor dessas unidades”, explicou o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz.

O prazo previsto para a concessão é de 20 anos, com valor de outorga de R$ 6 milhões e R$ 7,2 milhões de investimentos estimados. O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que completa 11 anos nesta terça-feira (28), já prepara editais para a concessão de outros seis parques nacionais. São eles: Chapada dos Veadeiros (GO), dos Lençóis Maranhenses (MA), do Itatiaia (RJ), do Caparaó (MG), de Jericoacoara (CE) e da Serra da Bodoquena (MS).


- Sobre o parque: 

Com 190 quilômetros quadrados, a unidade foi aberta à visitação há pouco mais de um ano e meio. Entre as atividades disponíveis para o visitante estão: roteiros para grupos de observação de aves, mirantes e roteiros para caminhadas e pedaladas. O turista tem seis trilhas de trekking à disposição.

No local é possível admirar uma raridade nos dias de hoje: árvores de Pau Brasil, espécie que dá o nome ao parque. A unidade de conservação abriga, ainda, a nascente do Rio da Barra, que também já foi chamado de Brasil pelos primeiros portugueses – uma referência cartográfica aos desbravadores europeus na nova colônia.


Fonte: Mtur


Nenhum comentário:

Postar um comentário