terça-feira, 17 de julho de 2018

Oito piscinas naturais no Brasil e no Mundo para visitar


Esqueça o conceito tradicional de piscina. Nesta seleção não se aplicam piscinas com bordas de azulejo ou água com cloro. Aqui as sugestões partem do que é belo e natural ao exótico e radical. 


Confira: 

- Piscinas naturais do Pratagy Beach, Maceió – Alagoas

Em Maceió, na exuberante Praia de Pratagy, uma das mais belas e tranquilas da região, as exclusivas e inexploradas piscinas naturais do Pratagy Beach All Inclusive Resort – Wyndham se destacam pela sua excepcional beleza. Pontuadas por peixinhos coloridos, a atração ganha forma nos arrecifes de corais nos períodos de baixa maré, que ocorrem em horários específicos e é perfeita para todas as idades. 


O intenso amarelado do sol, presente de janeiro a janeiro e a incrível tonalidade azul turquesa do mar de Pratagy completam o cenário dos sonhos para relaxar e curtir este imprescindível passeio. 

- Devil’s Pool, Livingstone - Zâmbia/Zimbábue

Para bom entendedor, meia palavra basta! A Devil’s Pool (Piscina do Diabo) não é para qualquer um. Cravada no alto das cataratas de Victoria Falls, fronteira entre a Zâmbia e o Zimbábue, a atração está a cerca de 100 metros de altura do chão e é considerada uma das “piscinas” mais perigosas do mundo. Para se aventurar na Devil’s Pool é preciso esperar a baixa do rio, que é entre setembro e dezembro e seguir as orientações de guias especializados. 


- Gruta do Lago Azul, Bonito – Mato Grosso do Sul 

Cartão postal de Bonito, no Mato Grosso do Sul, a Gruta do Lago Azul faz jus a fama e é simplesmente deslumbrante. O lago, que tem cara de piscina, oferece águas incrivelmente azuladas e com profundidade estimada de 90 metros. 


Durante o passeio é possível contemplar as rochas e as formações geológicas datadas de milhares de anos, mas não é permitido mergulhar. O local é preservado para o estudo de paleontólogos, que investigam a existência de um crustáceo pré-histórico na gruta. 

- Cenote IkKil, Iucatã – México 

Muito populares em todo o México, as cenotes – espécie de gruta d’água – são importantes elementos da cultura e história mexicana. Acredita-se que essas depressões geológicas constituídas a partir de calcário poroso tenha sido a principal fonte de água doce para a civilização Maia. Hoje em dia essas exuberantes “piscinas” são muito procuradas por turistas de todas as partes do mundo. 


A mais bela e relevante de todo o México está localizada no Parque Eco-ArqueológicoIkKil, em Iucatã. Destaque para a luz natural do sol, que dá a impressão de um imenso holofote na cristalina água. 

- Piscinas Naturais do Monte Roraima 

No alto do Monte Roraima, um dos picos mais altos do país, é possível encontrar algumas das piscinas naturais mais gélidas e desafiadoras do país. Formadas a partir da água da chuva, que se acumula nas crateras cobertas por quartzo, a atração é restrita aos corajosos e aventureiros, já que o acesso à montanha não é para qualquer um e a água, apesar de límpida e cristalina, é muito gelada. O Monte Roraima está situado no extremo norte do estado, na tríplice fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana. 


- Great Blue Hole, Belize 

A imagem pode até assustar, mas este intrigante “buraco” aquático, situado em Belize, chama a atenção tanto pela beleza das cores quanto pela deliciosa sensação de desafio que proporciona aos turistas e entusiastas. Cercado por uma belíssima ilha de corais, o Great Blue Hole tem cerca de 300 metros de largura em círculo perfeito e atinge 124 metros de profundidade, sendo, assim, a maior cavidade do gênero do mundo. 


A atração é muito procurada por mergulhadores e turistas e a visibilidade dentro do buraco é boa, mas requer cuidados. Mergulhadores inexperientes podem ter problemas. Há, inclusive, quem mergulhe por lá saltando de pára-quedas... E ai, teria coragem? 

-Fervedouros do Jalapão – Tocantis 

O estado do Tocantis esconde muitas belezas naturais, mas os fervedouros do Jalapão são, sem sobra de dúvidas, o maior atrativo da região. Para aqueles que não sabem, fervedouros são pequenas piscinas naturais/lagos de águas cristalinas que não permitem que você afunde dentro deles, apenas flutue. 


A experiência é muito parecida com aquela vivenciada no Mar Morto, onde a grande quantidade de sal promove tal fenômeno. Aqui a explicação está na pressão exercida pela água que jorra do lençol freático. Estima-se que existam cerca de 20 fervedouros na região, mas apenas 8 estão abertos à visitação. 

- To Sua Ocean Trench, Lotofaga – Samoa

Samoa é uma pequena ilha banhada por praias paradisíacas entre o Havaí e a Nova Zelândia, bem no meio do Oceano Pacífico. Na costa sul do país, na aldeia de Lotofaga, fica a belíssima piscina natural To Sua OceanTrench. 


O local é cercado por uma densa floresta e por vários animais selvagens. A única forma de acessar a convidativa piscina é por meio de uma minúscula plataforma de madeira, instalada entre as pedras.


Fonte: Pratagy Beach All Inclusive Resort / Rodrigo Andrade


Nenhum comentário:

Postar um comentário