quinta-feira, 19 de julho de 2018

Ecoturismo em pauta no IX Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação



Dentro da programação do IX Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação (CBUC), que será realizada entre os dias 31 de julho e 2 de agosto, em Florianópolis (SC), há inúmeras discussões relacionadas com o tema do evento “Futuros Possíveis: Economia e Natureza”. Entre elas está um simpósio, que inclui dez palestras dedicadas ao debate sobre o ecoturismo como estratégia para a conservação de áreas protegidas, desenvolvimento local e oportunidade de negócio.

Em 2017, mais de 10 milhões de pessoas visitaram áreas protegidas, um recorde de visitação dos últimos dez anos, segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Isso representa um aumento de 20% no número de visitantes em relação ao ano anterior. Esses dados mostram que há cada vez mais pessoas querendo se conectar com a natureza e, assim, buscando mais áreas verdes para realizar atividades ao ar livre.

“No Simpósio, mostraremos oportunidades de atrair esses novos turistas para unidades de conservação (UCs), de modo a movimentar a economia local e engajar a sociedade na conservação da biodiversidade”, comenta Marion Silva, coordenadora Áreas Protegidas da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, organização que promove o CBUC.

Além disso, de acordo com o Fórum Econômico Mundial, o Brasil está na primeira colocação no quesito “atrativos naturais”, entre 136 países avaliados por um estudo de competitividade no turismo. Mas, apesar de o turismo em áreas naturais no Brasil ter grande potencial de crescimento, esta ainda é uma atividade econômica pouco aproveitada no Brasil, se comparado com outros países. Por isso, o Simpósio "Ecoturismo como estratégia para a conservação de áreas protegidas" tem também o objetivo de apresentar oportunidades para fortalecer o turismo em unidades de conservação. “Esperamos, com o Simpósio, despertar ainda mais a conscientização e a oportunidade do ecoturismo como negócio e como lazer”, comenta Marion.


O público presente terá a oportunidade de ouvir grandes especialistas na área, entre eles o americano Jonathan T. Putnam, do US National Park Service, que falará sobre “A importância da visitação em Unidades de Conservação: Uma visão internacional e a experiência do Serviço Nacional de Parques Americanos com o programa “Find your park”. Também falarão sobre o tema o espanhol Ignácio Jiménez Pérez, da Conservation Land Trust, abordando “Conservação em larga escala: O papel do ecoturismo no engajamento da sociedade e poder público”; e James Barborak, da Universidade do Colorado, discursando sobre a “Capacitação para aprimorar a efetividade na gestão de áreas protegidas: lições aprendidas no Brasil e no mundo”.

Além disso, serão apresentadas práticas que se transformaram em casos de sucesso na área, como o Legado das Águas Reservas Votorantim, a Reserva Particular do Patrimônio Natural Sesc Pantanal, o programa de voluntariado em UCs do ICMBio, a iniciativa de ciência cidadã do Instituto Butantan, a e as ações do Instituto Alana para incentivar aproximação entre crianças e unidades de conservação.

- Sobre o IX CBUC:

O IX Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação (CBUC), realizado pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, periodicamente desde 1997, é um dos mais importantes fóruns da América Latina sobre áreas protegidas, seus desafios e sua importância para a sociedade. Neste ano, em sua nona edição, o evento acontece em Florianópolis (SC), entre 31 de julho a 2 de agosto de 2018.

Paralelamente ao CBUC, outros dois eventos serão realizados de forma simultânea: o Simpósio Internacional de Conservação da Natureza e a Mostra de Conservação da Natureza. Assim, a programação será abrangente possibilitando ao público presente ter contato com iniciativas e projetos inovadores.

As inscrições podem ser realizadas até 19 de julho pelo site do evento. No dia, as inscrições serão realizadas mediante disponibilidade de vagas. As categorias válidas para meia-entrada são: estudantes, idosos, portadores de deficiência, jovens carentes de 15 a 29 anos, doadores de sangue; funcionários públicos de órgãos ambientais; profissionais de ONGs; e proprietários de Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs).

A programação do IX CBUC está disponível no site www.fundacaogrupoboticario.org.br/cbuc.

Fonte: Fundação Grupo Boticário


Nenhum comentário:

Postar um comentário