quarta-feira, 27 de maio de 2020

Dia Mundial das Abelhas ressalta a importância da polinização para o desenvolvimento sustentável


Em 20 de maio é comemorado o Dia Mundial das Abelhas, data proclamada na Assembleia Geral das Nações Unidas para lembrar a importância da polinização para o desenvolvimento sustentável. Esses insetos são fundamentais para a economia e a ecologia, já que seu trabalho de polinização garante 1/3 da produção mundial de alimentos.

O Dia Mundial das Abelhas é uma data muito importante e deve ser comemorada por todos nós", frisa o engenheiro agrônomo da Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS), Osmar Mosca Diz.

Para celebrar o Dia Mundial das Abelhas, a Associação Brasileira de Estudo das Abelhas (A.B.E.L.H.A.) lançou um pôster com 14 abelhas essenciais para a polinização de cultivos agrícolas no Brasil, segundo pesquisa científica recente. Os polinizadores melhoram o rendimento e a qualidade de frutos e sementes de mais de 60% das plantas cultivadas para a produção de alimentos.

"Com essa informação, os produtores podem direcionar planos de manejo de cultivos agrícolas e adotar práticas para manter essas abelhas protegidas e próximas às plantações. Assim, elas realizam a polinização, melhorando o rendimento e a qualidade dos frutos e sementes", explica a bióloga Kátia Aleixo, idealizadora do pôster.

O Instituto Biológico (IB) é a única instituição pública do País que fornece abelhas rainhas para os apicultores. O trabalho é realizado em Pindamonhangaba, interior paulista. Os produtores de todo o Brasil podem encomendar abelhas rainhas virgens e fecundadas e recebê-las na propriedade, pelos Correios. A embalagem para envio também foi desenvolvida pela pesquisa paulista e garante sucesso da entrega. A possibilidade de morte é mínima, desde que seguidas às recomendações. A troca anual das abelhas rainhas aumenta em até 60% a produtividade dos apiários. Para as condições paulistas, a troca das abelhas rainhas representa de 15 a 30 kg de mel a mais por colmeia por ano.

Em 22 de maio ocorre o Dia do Apicultor, em homenagem ao profissional que cria abelhas para a produção de mel, própolis e geleia real.

Os arredores do Instituto Biológico, em iniciativa conjunta entre a Secretaria e diversas instituições ambientais e do município, para conscientizar a população sobre a importância dos agentes polinizadores.·.

O primeiro corredor verde para polinizadores tem 450 metros de extensão, está instalado nas calçadas do IB e visa contribuir com a arborização da cidade e desenvolver projetos socioeducativos. A arborização viabiliza a conexão entre populações de fauna de fragmentos vegetais maiores, por conta de as árvores abrigarem uma infinidade de seres vivos, liquens, pássaros e insetos, enriquecendo o ecossistema urbano e aumentando a biodiversidade.

O Planeta Inseto, mostra do IB na cidade de São Paulo, possui em seu rol de atrações o Recanto das Abelhas, composto por 11 colônias: duas de abelhas Jataí, três de Iraí, três de Mandaçaia e outras três de Uruçu-Amarela. O espaço conta também com uma sala que permite visualizar, ao vivo, o interior da colmeia. No momento, a atração está fechada devido à pandemia do novo coronavírus.

A Associação Brasileira de Estudos das Abelhas tem o objetivo de liderar a criação de uma rede em prol da conservação de abelhas e outros polinizadores. Sua missão é reunir, produzir e divulgar informações, com base científica, que visem à conservação da biodiversidade brasileira e à convivência harmônica e sustentável da agricultura com as abelhas e outros polinizadores.

Fonte: Vininha F. Carvalho - jornalista, economista, administradora de empresas e editora da Revista Ecotour News & Negócios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário