sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

O desenvolvimento de pessoas também é responsabilidade das empresas


Quando se trata de desenvolvimento profissional, algo deve ficar bem claro: não há receita mágica. Sempre que o foco é a gestão de pessoas, devemos ter em mente que cada profissional é único e deve ter suas habilidades e competências pessoais respeitadas.

É por isso que lidar com pessoas é tão difícil e ao mesmo tempo tão gratificante! Na prática, quando entendemos nossas equipes e conseguimos extrair o máximo delas, os resultados podem surpreender.

Então, vamos falar sobre como as empresas podem apoiar o desenvolvimento de seus talentos e assim crescer junto com eles.

Sabemos que os ambientes de trabalho têm mudado significativamente nos últimos anos, impulsionados pela revolução digital e as novas formas de se trabalhar. Mas uma coisa não mudou: o ser humano.

Temos a mesma quantidade de genes, traços comportamentais e de personalidade, as mesmas angústias, anseios e desejos de realização e reconhecimento.

Com base nisso, concluímos que o melhor ambiente possível é aquele no qual as pessoas sintam-se bem e realizados. Mas não se engane pensando que é fácil criar esse ambiente – é preciso muita dedicação e esforços coordenados, porque nem sempre o que é bom para uma pessoa será bom para seu colega de trabalho.

E como resolver esse difícil dilema? Com um líder que entenda e conheça a sua equipe, e que dê condições para que cada profissional desenvolva o máximo de seu potencial.

Para isso, os líderes podem contar com estratégias simples e muito eficientes. O reconhecimento é uma delas. Hoje, existem formas de reconhecer funcionários sem que isso implique em grandes investimentos. Um simples e-mail para todos da empresa parabenizando um profissional ou uma equipe por um bom trabalho é um excelente exemplo! Ou então, compartilhar com todos as mensagens de elogios e agradecimentos dos clientes.

Outra forma é incentivar novas ideias. Ninguém melhor do que seus funcionários para saber o que funciona e o que não funciona na empresa, mas muitas vezes eles têm receio de se manifestar. Uma alternativa é criar reuniões periódicas com um momento reservado para a troca de experiências. Perguntas simples como “O que podemos fazer para diminuir o consumo de copos de plástico no escritório?” ou “Quem pode sugerir uma planilha melhor de controle de despesas?” podem ajudar muito a empresa.

Se as boas ideias forem aplicadas ou pelo menos seus idealizadores receberem o feedback da sua aplicabilidade, toda a equipe irá perceber que sugestões são bem aceitas e passará a contribuir com novas propostas, que poderão aos poucos revolucionar os negócios da companhia.

Cada vez mais ouvimos dizer que a “empresa dos sonhos” é aquela na qual os profissionais têm a liberdade de aplicar na prática as suas ideias. Isso acontece porque a forma de engajamento mudou. Atualmente, mais do que saber se a empresa oferece um salário compatível com o mercado, o que os profissionais estão buscando são empresas que tenham um propósito. É isso que irá diferenciá-las na atração dos melhores talentos.

Portanto, tenha um propósito claro e engajador a ponto de atrair o tipo de profissional que você procura. Mostre a todos como você quer atingir esse propósito e as ações que já estão sendo desenvolvidas nesse sentido.

O principal ganho para sua empresa será contar com profissionais com potencial elevado, que vão contribuir com o crescimento dos negócios. Além disso, outros benefícios poderão ser percebidos, como melhor posicionamento de mercado, desenvolvimento de novas soluções e fidelização dos clientes.

Manter os profissionais engajados e alinhados ao propósito da empresa é uma tarefa para os líderes, que precisam fomentar esse engajamento e perceber quando alguém já não está mais caminhando junto com a companhia.

Dessa forma, entender o que move cada profissional e como se comunicar com eles são dois pontos fundamentais para se beneficiar do potencial de cada talento. Diversas ferramentas podem apoiar as lideranças nessa missão e impulsionar a gestão de pessoas nas empresas.

A partir disso, os líderes conseguirão aprimorar a comunicação com suas equipes, o relacionamento entre os profissionais e os clientes. E por fim, os resultados poderão surpreender a todos.

Fonte: Marcelo Souza – CEO do Grupo Soulan e Country Manager da Thomas International Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário